Início > Aeronáutica, Poder Brasil > FX-2: Comissão deve encaminhar na próxima semana à FAB conclusão sobre caças

FX-2: Comissão deve encaminhar na próxima semana à FAB conclusão sobre caças


fx2_faseII

Comissão deve encaminhar na próxima semana à FAB conclusão sobre caças

GABRIELA GUERREIRO – Folha de São Paulo

A comissão da Aeronáutica responsável por analisar as propostas de venda de 36 aviões-caças ao Brasil deve encaminhar na próxima semana ao alto comando da FAB (Força Aérea Brasileira) as conclusões do trabalho –com a indicação técnica da melhor oferta feita ao governo brasileiro para a compra das aeronaves.

A expectativa de parlamentares ligados ao alto comando aeronáutico é que, até o dia 30 de novembro, o governo federal anuncie o país vencedor da concorrência para a compra dos aviões.

A Folha Online apurou que, até agora, somente o ministro Nelson Jobim (Defesa) teria analisado o teor do relatório. O comando da Aeronáutica também vai dar o seu parecer sobre a compra antes de encaminhá-lo ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva –que vai dar a palavra final sobre a escolha dos aviões.

Lula prometeu reunir o Conselho de Defesa Nacional para decidir, conjuntamente, se o Brasil vai comprar as aeronaves da França, Estados Unidos ou Suécia –o que deve ocorrer até o final de novembro. O presidente já admitiu ter preferência pelos aviões franceses.

O caça Rafale, da francesa Dassault, é o preferido da área política, enquanto o Gripen NG, da empresa sueca Saab, continua no páreo por ser um dos mais baratos e oferecer maior transferência de tecnologia. O terceiro concorrente é o F-18 Super Hornet, da norte-americana Boeing.

Apesar de a decisão de Lula ser de caráter político, parlamentares prometem cobrar do governo federal uma decisão técnica sobre a escolha das aeronaves. “A avaliação do Congresso, que é política, compreende que a decisão deve ser técnica. A decisão política não encontra eco no Congresso”, disse o deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR).

O parlamentar, que é relator do Código Brasileiro de Aeronáutica na Câmara, disse acreditar na escolha técnica do governo, uma vez que os aviões serão utilizados em ações de segurança nacional.

“O trabalho feito até agora é 100% técnico, 0% político. O Conselho Nacional de Defesa vai orientar o presidente Lula sobre o que fazer, embora o presidente tenha autonomia para tomar sua própria decisão”, afirmou.

Na tentativa de convencer o governo brasileiro, o presidente mundial da Saab, Ake Svensson, admitiu a possibilidade de o governo da Suécia comprar aviões brasileiros Super Tucano e KC-390 caso o país seja escolhido na concorrência para a compra de 36 aviões-caças pelo governo brasileiro.

Os suecos também prometem oferecer 175% de compensações ao governo brasileiro em cima do valor do contrato, assim como transferência integral de tecnologia ao país.

A França, por sua vez, conta com a simpatia do presidente Lula, que chegou a sinalizar, ao lado do presidente francês, Nicolas Sakozy, sua intenção de priorizar as aeronaves do país.

Só não há sinais aparentes a favor dos F-18, considerados os mais sofisticados do mundo. Integrantes do governo brasileiro não estariam convencidos, nos bastidores, sobre as promessas dos EUA de transferência real de tecnologia para a produção futura das aeronaves no país.

Hangar do Vinna

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: